segunda-feira, 20 de novembro de 2017

das mãos


a lengalenga das mãos

Eu podia pegar nas tuas mãos e dizer-te palavras bonitas e sei que elas já não significam nada. [...] ,

(sobre o poema AQUI, a inspiração)

.......

das mãos

com as mãos 
se faz e se desfaz 
a guerra e a paz. 

e das mãos 
que acariciam 
despertam 
e guiam 
há mãos estendidas 
mãos de emoções 
de linguagem 
e de esperanças perdidas. 

com as mãos 
se faz o pão 
da virtude 
do pecado 
e do perdão. 



LuísM - 20.nov.'17



1 comentário:

  1. Luis
    muito obrigada, por se inspirar nas minhas palavras e fazer este poema tão belo.
    sensibilizada agradeço.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar